CENTRO DE GENÉTICA DA REPRODUÇÃO

FAQs

Quantas vezes posso doar os meus óvulos?

Por deliberação do Conselho Nacional de Procriação Medicamente Assistida, cada dadora não pode efectuar mais do que quatro dádivas ao longo da vida, independentemente da doação resultar ou não em gravidez, e o intervalo entre cada doação terá de ser superior a 3 meses.

Para quem vou doar os meus óvulos?

Apesar da complexidade que está na base das características humanas (ver aqui), cada dadora é atribuída a uma mulher ou casal em função da “compatibilidade” relativamente à etnia, grupos sanguíneos ABO/Rh, altura, cor da pele, cor dos olhos e cor do cabelo.

A doação é anónima?

A legislação portuguesa obriga à confidencialidade. A dadora não terá conhecimento para quem vai doar nem os receptores saberão quem é a dadora. No entanto, a Lei n.º 48/2019, de 8 de julho, estabelece que, a partir dos 18 anos, as pessoas nascidas com recurso à dádiva de gâmetas podem obter a informação sobre a identidade civil da dadora.

Se doar, vou ter alguma obrigação legal/direito como mãe de alguma criança?

Não!
De acordo com a lei portuguesa, a dadora não pode ser havida como mãe da criança que vier a nascer, não lhe cabendo quaisquer poderes ou deveres em relação a ela.

Posso ter filhos depois de doar?

Sim!
A doação de ovócitos não significa que se esgote ou ponha em risco a reserva ovárica. De facto, ao nascimento cada ovário poderá ter um milhão de óvulos imaturos, mas, a partir da puberdade e até à menopausa apenas 400 a 500 ovócitos atingirão a maturidade e ovulação, pelo que a imensa maioria da reserva ovárica não é utilizada. Deste modo, a doação de ovócitos não afecta o futuro reprodutivo da dadora.

Já sou mãe, posso doar?

Sim!
Ser mãe não constitui qualquer contraindicação à doação de ovócitos.

Relações sexuais antes, durante e após a doação: sim ou não?

Por precaução, devido ao risco de uma gravidez múltipla, recomenda-se abstinência sexual desde que se inicia a estimulação ovárica até à menstruação seguinte após a punção.

ilustração de mulher feliz segurando um balão em forma de coração