CENTRO DE GENÉTICA DA REPRODUÇÃO

Factos e benefícios

Contribuir para a realização de um projecto para ter filhos

Aquando da concretização do projecto de construção da uma família, podem existir obstáculos para os quais a solução poderá ser recorrer à doação de ovócitos. A doação é um acto voluntário, altruísta e generoso que pode ajudar a realizar o sonho de ter filhos.

Avaliação do estado da fertilidade

O processo de doação implica uma avaliação clínica prévia, por uma equipa experiente e qualificada na área da medicina da reprodução, com recurso a exames, análises e consulta de psicologia, na qual também poderá ser discutido o projecto reprodutivo das dadoras, assim como esclarecer e informar acerca das implicações psicossociais da doação.

Compensação financeira

De acordo com a legislação portuguesa, as dadoras têm direito a uma compensação para reembolso das despesas efectuadas ou para ressarcimento dos prejuízos resultantes da dádiva, cujo limite máximo corresponde ao dobro do valor do Indexante dos Apoios Sociais (IAS) em vigor no momento da dádiva (em 2020, o IAS é de 438,81 euros, a que corresponde o valor máximo de 878 euros).

Riscos do tratamento

Em situações raras, a estimulação dos ovários pode desencadear uma resposta excessiva, a administração dos medicamentos pode provocar reacções individuais inesperadas e, em casos muito raros, podem resultar complicações da colheita dos ovócitos, como hemorragias ou infecções. O conhecimento, a grande experiência da equipa médica e a preocupação com a monitorização de todo o processo são uma contribuição fundamental para a frequência rara ou muito rara destes riscos. Assim, após a doação, a maioria das dadoras refere uma boa tolerância e uma experiência positiva.

ilustração de mulher grávida a observar a sua barriga